Visite nossa
loja virtual
 
 
22.Jan - Evangelho do Dia: Marcos 3,1-6
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
 
Evangelho

2ª SEMANA DO TEMPO COMUM

Noutra vez, entrou ele na sinagoga e achava-se ali um homem que tinha a mão seca. Ora, estavam-no observando se o curaria no dia de sábado, para o acusarem. Ele diz ao homem da mão seca: “Vem para o meio”. Então, lhes pergunta: “É permitido fazer o bem ou o mal no sábado? Salvar uma vida ou matar?”. Mas eles se calavam. Então, lançando um olhar indignado sobre eles, e contristado com a dureza de seus corações, diz ao homem: “Estende tua mão!”. Ele estendeu-a e a mão foi curada. Saindo os fariseus dali, deliberaram logo com os herodianos como o haviam de prender.

Comentário

Jesus nos mostra que a Lei é feita para o homem, e não o homem para a Lei. Nesse trecho, afirma que se deveria fazer o bem, mesmo em
dia de sábado, apresentando um argumento ao qual os fariseus não puderam se opor por medo da reação do povo. O homem enfermo
gravemente da mão deveria ficar afastado do povo, porque era considerado impuro, conforme estava previsto em Lei para quem fosse doente. Mais uma vez, Jesus, para mostrar que a prática do bem está em primeiro lugar, disse para aquele homem: “Vem para o meio”.
É como se dissesse: “eu te acolho em nosso meio, eu e você, como homens iguais que somos. Temos a mesma dignidade. Somos irmãos,
mais do que isso, somos amigos. Assim, valorizado por Jesus, diferentemente do desprezo que os fariseus tinham pelos doentes, o homem
com a doença na mão obedece à ordem do Mestre e aproxima-se dele. E Jesus o alivia daquele mal. E nós, como procedemos com os doentes, com aqueles que, por qualquer outro motivo, afastam-se de nós, em casa, no trabalho, na comunidade?